Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Serviço permite checar se peça de veículo é ilegal

Objetivo do Detran.SP é o de tentar coibir o comércio de itens roubados e furtados

Por Redação VEJA São Paulo 1 jul 2022, 16h50

Um serviço disponível dentro do aplicativo do Poupatempo Digital permite a qualquer pessoa verificar a procedência e origem de uma peça de um veículo usada e saber se ela é legalizada ou não. Segundo o Detran.SP, o objetivo é coibir a venda de produtos fruto de roubo e furtos.

+Preço do litro da gasolina caiu apenas trinta centavos

Para acessar o sistema, os interessados devem ter instalado em seus smartphones o aplicativo Poupatempo Digital, disponível para aparelhos que operam com sistema Android ou iOS. Depois, basta acessar o campo “Serviços”, e, na sequência “Veículos”, e finalmente “Consulta e Peças”.

A pesquisa está disponível para os seguintes veículos: moto, carro, caminhão ou ônibus. Ao fazer a leitura de um QRCode, ele indica a origem da peça, ou seja, qual foi o desmanche legalizado de onde o objeto saiu. Ao fazer a busca e se a peça estiver cadastrada, todas as informações irão aparecer automaticamente, tais como o tipo, o ano, a marca e o modelo do veículo.

+Justiça arquiva denúncia contra Coronel Telhada por ameaça a Lula

É possível ainda saber qual é a relação dos estabelecimentos credenciados que vendem as peças. O órgão montou um tutorial explicando em detalhes como fazer a consulta

Continua após a publicidade

Roubo e furto de veículos

Dados da Secretaria de Segurança Pública indicam que de janeiro a maio deste ano, 51 933 veículos foram furtados ou roubados no Estado de São Paulo. Entre os usos que os criminosos fazem desses veículos estão emprega-los em outros crimes ou ainda leva-los a desmanches irregulares, que por sua vez fomentam o comércio ilegal de peças.

Desde 2014 o estado de São Paulo regulamentou a atividade de desmanches de veículos. Só no primeiro ano de vigência da lei, mais de 700 estabelecimentos irregulares foram fechados.

+Prefeitura admite cancelar Esquenta Carnaval se não houver patrocínio

As quedas consecutivas de roubo e furto de veículos após a entrada em vigor da lei foi propagada como sucesso de sua aplicação e levou até a criação de uma norma federal sobre o tema.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês