Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Em protesto, ciclistas deitam em frente à casa de João Doria

Eles pedem que o prefeito eleito não reduza as ciclovias na cidade e deista de aumentar a velocidade nas vias da capital

Por Veja São Paulo Atualizado em 27 dez 2016, 15h15 - Publicado em 6 out 2016, 10h07

Um grupo de ciclistas seguiu até a casa do prefeito eleito João Doria (PSDB), no Jardim Europa, na noite desta quarta-feira (5) em protesto contra a proposta de reduzir ciclovias na cidade e também contra o aumento da velocidade em vias da capital. Eles fizeram um “deitaço” em frente a residência.

+ Administração do Ibirapuera será entregue a uma empresa

O protesto pacífico teve início na Praça dos Ciclistas, na Avenida Paulista, no início da noite. Durante o ato, os ciclistas exibiam cartazes com dizeres como “serão 1 200 mortes a mais em quatro anos de seu governo. Você vai assumir?” e “Nem um metro a menos”.

+ Rapaz é condenado a 30 anos por linchamento no Guarujá (SP)

Organizado pelo Facebook, o movimento se diz apartidário e afirma ter como objetivo dar visibilidade ao direito dos ciclistas na cidade.

Continua após a publicidade

+ Haddad veta PL que queria proibir o paulistano de fumar em locais abertos

Após eleito, em entrevista, Doria afirmou que parte das ciclovias serão eliminadas. “As ciclovias serão preservadas onde funcionam bem, onde têm movimento, ciclistas. Não serão continuadas em calçadas nem onde não são utilizadas. Vamos fazer um estudo para avaliar isso”, disse.

+ Confira as últimas notícias

Ele também afirmou que as ciclovias que foram “assimiladas pela população vão continuar e serão mantidas pela iniciativa privada”. 

( com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade