Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Professor encontra arma dos anos 70 enterrada em praia do litoral paulista

Eduardo Henrique Gomes tem como passatempo passear pelas faixas de areia com um detector de metais

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 25 out 2021, 16h08 - Publicado em 25 out 2021, 16h05

Eduardo Henrique Gomes, um professor universitário, encontrou um revólver do ano de 1970 enterrado na areia do literal paulista. O objeto foi achado na faixa rasa do mar na última sexta-feira (22), na praia do Gonzaga, em Santos.

O professor tinha como hobby andar pelas praias com seu detector de metais para descobrir itens escondidos pelos locais. Ele já encontrou medalhas, brincos, ferramentas, e, pela primeira vez, se deparou com uma arma.

O modelo aparenta ser um INA Tigre calibre 32, originário da década de 70. Pelas condições do revólver, que eram boas, Gomes julgou que ele estava ali há menos de um ano e poderia ser remontando. Eduardo acionou a polícia, que encaminhou a arma de fogo para a perícia. Todos as peças estavam inteiras, sem sinais de corrosão.

Em entrevista ao UOL, o professor disse estar aliviado por ter sido ele a pessoa que encontrou o revólver. “Ter encontrado a arma foi uma grande surpresa. Se alguém mal-intencionado a encontrasse antes de mim, poderia agora estar usando-a em assaltos ou coisa ainda pior. Foi por essa razão que imediatamente liguei para a polícia”.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Continua após a publicidade

Publicidade