Clique e assine por apenas 6,90/mês

Prefeito de São Bernardo ganha sorteio realizado pela própria prefeitura

Orlando Morando levou prêmio de 1.000 reais, mas informou que doou a quantia para o Fundo Social de Solidariedade do município

Por Redação VEJA São Paulo - 13 Aug 2019, 10h40

O prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB) ganhou um sorteio realizado pela própria prefeitura da cidade, localizada na região metropolitana.

O sorteio fazia parte do Programa Cidadania Fiscal, criado há dois anos, com o objetivo de premiar cidadãos que pedem notas fiscais de serviços nos estabelecimentos do município.

Com a vitória no sorteio, Morando ganhou 1.000 reais. O tucano, porém, garante que nem chegou a ver a cor do dinheiro, por ter aberto mão do prêmio. Em uma carta enviada no dia 7 de agosto aos organizadores do programa, o prefeito escreveu que renunciaria à retirada do prêmio. “Renuncio à retirada do prêmio de modo a destiná-lo ao Fundo Social de Solidariedade do Município de São Bernardo do Campo”, escreveu o tucano.

Carta em que prefeito renuncia ao prêmio que ganhou no sorteio Reprodução/Veja SP

Em nota, a prefeitura de São Bernardo informou que qualquer autoridade municipal pode fazer renúncia dos valores do sorteio. “O prefeito adotou essa medida antes mesmo de quaisquer questionamentos”, diz o texto. “Ressalta ainda que realiza doação de parte do seu salário (5.021 reais), valor referente ao aumento que seu antecessor, Luiz Marinho (PT), se concedeu em 2016)”.

Continua após a publicidade

A prefeitura comunica ainda que, desde o início da gestão do tucano, Morando contemplou 30 entidades sociais importantes da cidade ao doar parte de seu salário. “O montante repassado pelo prefeito neste período superou a marca de 150.000 reais”, afirma a nota.

Publicidade