Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Policiais espancam jovem na Zona Norte e são afastados

O governador João Doria chegou a se manifestar sobre as agressões

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 jun 2020, 11h55 - Publicado em 14 jun 2020, 11h35

    Policiais militares agrediram um jovem rendido na madrugada do sábado (13), conforme mostra um vídeo, no Jardim Felicidade, região do Jaçanã, na Zona Norte de São Paulo. Os PMs foram identificados como sendo do 43º batalhão do Jaçanã. De acordo com a corporação, eles foram afastados das ruas e devem responder por abuso de autoridade.

    O vídeo mostra o jovem rodeado de policiais recebendo tapas, chutes e pancadas com cassetete. O rapaz chega a ser arrastado por uma escada. Ele gritar que é trabalhador e que estava indo visitar a namorada. Conforme boletim de ocorrência registrado pelos PMs, o jovem foi levado a um posto de saúde da região depois. No boletim, os policiais disseram que, durante um patrulhamento, “o rapaz correu ao avistar a viatura”.

    Na noite deste sábado (13), o governador João Doria se manisfestou em suas redes sociais. “Absolutamente condenável as atitudes dos policiais militares que abusaram da força, em duas ações policiais, uma na Capital e outra em Barueri. Os policiais envolvidos foram afastados e serão submetidos a inquérito. O Governo de SP não compactua com qualquer tipo de violência.”

    Em Barueri, na região metropolitana, houve outro registro de violência. Na noite de sexta (12), uma viatura encosta ao lado de um homem sentado na calçada, policiais o revistam e um deles pula nas costas do homem e lhe dá uma gravata. Logo, outros PMs ajudam a dominá-lo, conforme mostra um vídeo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade