Clique e assine por apenas 5,90/mês

PM apreende R$ 500 000 em dinheiro falso e fecha laboratório clandestino

Polícia prendeu três integrantes da quadrilha, mas segue na busca pelos chefes do grupo

Por Redação VEJA São Paulo - 29 set 2020, 15h44

A Polícia Militar de Ituiutaba, no interior de Minas Gerais, descobriu na última segunda-feira (29) um laboratório clandestino que fabricava dinheiro falso. No local, cerca de 500 000 reais em notas falsas foram apreendidas. Os chefes do laboratório estão sendo procurados pela polícia, mas três suspeitos, de 27, 20 e 16 anos, já foram detidos. As informação são do G1.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

A organização criminosa distribuía dinheiro para outros estados por meio dos Correios, como Sergipe, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. De acordo com a ocorrência, uma denúncia foi feita à Polícia Federal, que repassou aos militares. Um dos integrantes foi monitorado e preso em flagrante em uma agência dos Correios. Ele tentava enviar seis envelopes com total de 4 000 reais. Além disso, em sua casa foram apreendidos cerca de 18 000 reais escondidos em um cofre.

O integrante confessou sobre o laboratório clandestino e a localização do negócio. A polícia foi até o local e encontrou uma adolescente e o namorado, pego em flagrante fabricando dinheiro. Foram apreendidos exatamente 461.870 reais em dinheiro falso e instrumentos para fabricá-lo: impressoras de última geração, tinta, papéis e outros objetos.

A polícia disse que um dos chefes da quadrilha mora em Uberlândia e foi identificado, mas ainda não foi preso. A investigação continua à procura dos criminosos. 

Continua após a publicidade
Publicidade