Clique e assine por apenas 6,90/mês

PF prende suspeito de abusar de trinta menores usando rede social

O homem de 27 anos foi preso em sua residência na Grande São Paulo nesta quinta-feira (6)

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 jul 2017, 09h47 - Publicado em 6 jul 2017, 09h34

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quinta-feira (6) um homem de 27 anos, suspeito de cometer abusos sexuais contra pelo menos trinta vítimas com idades entre 7 a 17 anos. Ele foi preso em sua residência em Poá, na Grande São Paulo, pela manhã.

Segundo a PF, as investigações começaram há cerca de dois meses e apontaram que o homem buscava suas vítimas em rede social e as selecionava a partir de suas próprias fotos e publicações. Ele se passava por fotógrafo profissional, prometia uma carreira de modelo para as vítimas e após ganhar sua confiança, pedia para que elas tirassem fotos de si próprias nuas.

Caso houvesse resistência, ele indicava outras garotas que teriam sido promovidas por ele com sucesso, e que poderiam testemunhar suas boas intenções. Esses outros perfis eram falsos e administrados por ele próprio.

Segundo a PF, após conseguir a primeira foto constrangedora, o investigado passava a ameaçar publicar essa imagem, obrigando as vítimas a se expor em situações cada vez mais degradantes. Segundo a polícia, até o momento foram identificadas trinta vítimas.

O preso será indiciado e permanecerá à disposição da 6ª Vara da Justiça Federal de Guarulhos. Ele responderá pelos crimes de estupro de vulneráveis, produção, posse e divulgação de arquivos de abuso sexual de menores, cujas penas somadas podem variar entre 17 e 36 anos de prisão.

Continua após a publicidade
Publicidade