Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Paulista terá projeção de arco-íris e Parada LGBT acontece pela internet

O evento, que seria neste domingo (14), foi remarcado para novembro

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 jun 2020, 13h26 - Publicado em 14 jun 2020, 12h43

Era para a 24ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo estar acontecendo neste domingo (14), mas o evento foi adiado para 22 de novembro por conta da pandemia do coronavírus.

Em vez de trios-elétricos e animadas aglomerações, a Avenida Paulista vai receber a projeção de um arco-íris, do Paraíso para a região da Consolação. É o chamado Global Rainbow, feito de feixes coloridos de laser, que poderá ser visto a uma distância de até 60 quilômetros.

Frank Lanza/Reprodução/Facebook/Veja SP

A obra é da artista porto-riquenha Yvette Mattern, que já exibiu o arco-íris em outras cidades do mundo, como Nova York, Cleveland, Toronto e Berlim. Ficará à vista dos paulistanos entre 19h e 22h.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

E, para não deixar a data passar em branco, a Parada do Orgulho LGBT terá uma versão online neste domingo, entre 14h e 22h. A live será feita em doze canais do YouTube (paradasp.org.br/paradaaovivo). É a chamada 1ª Parada Virtual do Orgulho LGBTQIA+. 

A transmissão terá apresentações das cantoras Daniela Mercury, Ellen Oléria, Liniker, Gloria Groove e Pepita, além de debates a respeito da luta LGBT. Artistas como Pabllo Vittar, Katy Perry, Luisa Sonza e Danna Paola vão mandar mensagens de apoio.

Continua após a publicidade
Publicidade