Clique e assine por apenas 6,90/mês

O que fazer na São Paulo vazia de janeiro?

Paulistanos conhecidos recomendam programas bons para o mês em que a cidade costuma ficar menos agitada

Por Iva Oliveira - Atualizado em 1 jun 2017, 18h37 - Publicado em 30 dez 2010, 17h32

Tão logo o calendário muda de dezembro para janeiro, parece que a cidade inteira pisa no freio. Como num passe de mágica, o trânsito congestionado e a correria dos dias anteriores desaparecem.

O que há de bom para fazer na São Paulo sossegada de início de ano? Perguntamos isso a paulistanos conhecidos. A seguir, as respostas.

“Ah, vários programas. Andar de bicicleta ou de patins no Parque Villa-Lobos, passear a pé ou fazer compras na região dos Jardins… Também vale visitar os museus ou acordar cedo para ir fotografar o centro antigo, que tem uma arquitetura fantástica.”

Wanessa, cantora

Continua após a publicidade
Alicinha Cavalcanti
Alicinha Cavalcanti

“Curtir restaurantes fora do circuito Jardins-Pinheiros que, devido ao trânsito, a gente acaba não indo. Como o La Paillote, no Ipiranga, que tem o melhor camarão da cidade. Ou o Mocotó, na Zona Norte.”

Alicinha Cavalcanti, promoter

Caroline Bittencourt
Caroline Bittencourt

“Ir ao Mercado Municipal. Gosto de comprar queijos e temperos lá.”

Caroline Bittencourt, modelo

Continua após a publicidade
Mariana Belém
Mariana Belém

“Piquenique com as amigas no Parque Burle Marx, que é bem sossegado. Lá não se pode jogar futebol nem vôlei, por isso dá para estender a toalha no chão, abrir um vinho e ficar horas. Como não entra cachorro, a comida no chão não corre perigo.”

Mariana Belém, cantora

Jairo Goldflus
Jairo Goldflus

“Há alguns anos, fiz uma experiência que todo paulistano deveria tentar: tirei férias em janeiro e fiquei aqui na cidade. Foi ótimo poder ir ao Masp, à Pinacoteca ou simplesmente caminhar pelas ruas.”

Jairo Goldflus, fotógrafo

Continua após a publicidade
Joyce Pascowitch
Joyce Pascowitch

“Procurar uma ginástica ou massagem diferente. A academia e o spa do Shopping Cidade Jardim são ótimos para isso. Outro bom programa é visitar a Pinacoteca e os seus arredores e, embora eu nunca tenha conseguido fazer, sugiro uma ida ao Ceasa bem cedinho para comprar flores e plantas.”

Joyce Pascowitch, jornalista

Ricardo Almeida
Ricardo Almeida

“Dá para ir com mais tranquilidade ao cinema, por exemplo. Gosto do Kinoplex do Itaim, além das salas do Iguatemi e do Cidade Jardim. Aproveito para já fazer compras no shopping e ver um filme”

Ricardo Almeida, estilista

Continua após a publicidade
Eliana
Eliana

“Adoro comida japonesa o ano inteiro, mas, nas férias, além de os restaurantes terem menos espera, é ainda mais prazeroso fazer uma refeição leve, com ingredientes frescos. São Paulo tem opções ótimas. Meus preferidos são o Kinoshita, o Aizomê e o Jun Sakamoto. Recomendo sentar no balcão para acompanhar o trabalho do sushiman!”

Eliana, apresentadora

Cristiana Arcangeli
Cristiana Arcangeli

“Um bom passeio pelo Parque do Ibirapuera no fim do dia ou uma volta de bicicleta na ciclovia que liga os parques do Povo, do Ibirapuera e das Bicicletas aos domingos.”

Cristiana Arcangeli, empresária

Publicidade