Clique e assine por apenas 6,90/mês

Pancadão em Paraisópolis termina com ao menos oito mortos pisoteados

A confusão começou após uma perseguição policial; cerca de 5 000 pessoas estavam no local

Por Sérgio Quintela e Mônica Santos - Atualizado em 1 Dec 2019, 13h50 - Publicado em 1 Dec 2019, 12h33

Uma ação policial durante um baile funk em Paraisópolis, na Zona Sul, de São Paulo, terminou com ao menos oito pessoas mortas na madrugada deste domingo (1). De acordo com ocorrência registrada no 89º DP, os agentes policiais chegaram até o local perseguindo uma moto com dois homens que efetuaram disparos de arma de fogo em direção aos PMs e, na sequência, entraram na área da comunidade onde ocorria o baile.

Estavam ali cerca de 5 000 pessoas. De acordo com relato dos policiais, eles foram recebidos com arremesso de objetos, utilizaram munições químicas para dispersar o público e, no meio da confusão, alguém disparou um tiro.

No corre-corre, muitas pessoas foram pisoteadas. Dez vítimas foram levadas em estado grave ao Pronto Socorro do Campo Limpo – oito morreram e duas seguem internadas.

Pancadões – Os pancadões chegam a reunir milhares de pessoas nas madrugadas de sábado para domingo em Paraisópolis. Vários ônibus de excursão, de todas as partes da Grande São Paulo costumam parar por ali nesses dias. “Faz duas semanas que a polícia intensificou as ações aqui em Paraisópolis. Desde então temos visto vários relatos de agressão”, disse um morador, que preferiu não se identificar.

Continua após a publicidade

Um vídeo supostamente gravado na madrugada deste domingo (1) no local mostra dois homens rendidos sendo agredidos por policiais.

Em sua conta no Twitter, o governador João Doria lamentou o episódio e disse que determinou rigorosa apuração dos fatos:

Reprodução/Veja SP
Publicidade