Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A opinião do leitor

Cartas da edição 2526

Por Redação VEJA São Paulo 20 abr 2017, 20h38

INFARTOS
Viver mais, nos tempos modernos, exige paciência e sabedoria (“Coração renovado”, 19 de abril). Juntam-se a isso visitas periódicas ao médico, alimentação balanceada e prática de atividades prazerosas. Sedentarismo, indisciplina e tristeza só fazem encurtar o nosso tempo. Mirna Machado

Os programas apresentados, infelizmente, resumem-se aos hospitais de primeira linha. Muitos ambulatórios e emergências da periferia são mal aparelhados e não conseguem realizar o diagnóstico com precisão e de maneira rápida. Marcio Benelli, via Facebook

ROLEZINHOS
Se fosse algo saudável e inofensivo, eu não veria problema algum (“Bagunça na marquise”, 19 de abril). Mas parece que, só porque estão em bando, eles querem agir como se não houvesse regras, respeito e leis. Aí, fica difícil defendê-los. Rodrigo Beraldo Amarilla, via Facebook

Não sou a favor de baderna, nem de rolezinho. Mas todos têm o direito de ir aonde têm vontade, sejam moradores de bairro nobre ou de periferia. Afinal, trata-se de espaços públicos, ou seja, de todos. Pedro Ramos, via Facebook

WANDERLÉA
Ela está muito bem fisicamente (“Ternurinha, pero no mucho”, 19 de abril). Mantém esse cabelo, do qual eu morria de inveja, e as belas pernas. Sucesso! Eliane Souza, via Facebook

CHOCOLATERIA
Os doces dessa loja são os melhores que já comi até agora (“Um luxo de chocolate”, 19 de abril). Joana Barbosa, via Facebook

Gastar essa fortuna com chocolate é uma ostentação em um país no qual a maioria está lutando para sobreviver. Luzia Macca do Amaral, via Facebook

Parabéns ao empreendedor pela inovação e pelo senso de oportunidade. Ele poderia ter ficado sentado em berço de ouro, como muitos bem-nascidos, mas se movimentou, criou uma marca e gerou dezenas de empregos. Marcelo Trettin, via Facebook

Continua após a publicidade
Publicidade