Continua após publicidade

Colisão entre trens paralisa Linha-15 Prata do Monotrilho em São Paulo

O acidente ocorreu entre as estações Sapopemba e Jardim Planalto, na Zona Leste, antes do início da operação comercial

Por Agência Brasil
Atualizado em 28 Maio 2024, 09h03 - Publicado em 8 mar 2023, 10h36

Uma colisão entre duas composições de trens paralisou totalmente a operação da Linha 15 – Prata, monotrilho em via elevada que liga a zona sul à zona leste da capital paulista.

+ Saque de dinheiro esquecido em bancos recomeça nesta terça-feira (7)

O acidente ocorreu entre as estações Sapopemba e Jardim Planalto, na Zona Leste, por volta das 4h30, antes do início da operação comercial, durante a movimentação de posicionamento dos trens, informou a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.

A companhia disse que não houve feridos. O Sindicato dos Metroviários de São Paulo informou que um dos operadores relatou dores no braço. Altino de Melo, integrante do sindicato, afirmou à Agência Brasil que os trabalhadores decidiram interromper a circulação em toda a linha por falta de segurança e que discute com a empresa as condições de retomada parcial das atividades.

Antes da paralisação, a operação dos trens do monotrilho, Linha 15-Prata, ocorria desde às 5h10 entre as estações Vila Prudente e Vila União. O Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) foi acionado, colocando 40 ônibus para deslocamento dos passageiros. A linha transporta 115 mil pessoas por dia.

Continua após a publicidade

O Metrô informou que técnicos estão no local para apurar o motivo da colisão.

Histórico

Em janeiro deste ano, um deslocamento de concreto entre as estações Vila Prudente e Oratório paralisou as atividades da Linha 15 entre as estações Camilo Haddad e Vila Prudente.

Em 2020, a mesma linha ficou três meses paralisada após o rompimento de um pneu. Pedaços do pneu chegaram a cair na rua embaixo da via elevada. O acidente no monotrilho fez a fabricante canadense Bombardier recomendar o recolhimento da frota de 23 trens para inspeção.

Segundo o Metrô, o problema foi causado por uma falha nos dispositivos run flat, sistema que permite que as composições continuem se movimentando mesmo com os pneus murchos ou furados.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.