Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Minhocão ganha bancos e novos pontos de acesso

O mobiliário foi instalado no Elevado João Goulart como parte de um projeto experimental

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 Maio 2021, 13h28 - Publicado em 1 Maio 2021, 13h24

O Minhocão amanheceu diferente neste sábado (1º). O elevado batizado de João Goulart, que liga o centro à Zona Oeste da cidade, ganhou novos acessos e mobiliário, que o deixaram com cara de parque.

Bancos, tablados e arquibancadas de madeira foram dispostos na parte superior do elevado, entre as alturas do Terminal Amaral Gurgel e a Praça Marechal Deodoro — esses dois extremos ganharam escadas provisórias, que funcionam como novos pontos de acesso. A Prefeitura prevê a abertura de mais seis.

Banco de madeira na parte superior do Minhocão e pessoas caminhando no elevado
Novas bancadas: novidades no elevado Reprodução/SMUL/Divulgação

 O Minhocão é fechado para o trânsito de veículos aos fins de semana e feriados, durante o dia todo. O mobiliário urbano será retirados nas noites de domingo, antes de o espaço voltar a ser reaberto aos carros. A ação é realizada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento.

View this post on Instagram

A post shared by Urbanismo e Licenciamento (@smul_sp)

O projeto, ainda experimental, conta ainda com a abertura de dois novos Centros Abertos, ou espaços de convivência, na parte inferior do elevado. A ideia é tornar o local mais seguro e acessível à população, de acordo com a Prefeitura. O custo estimado para a implantação dos mobiliários foi de 1,8 milhão de reais.

Continua após a publicidade
Publicidade