Continua após publicidade

Vale aumentar o preço da gasolina para diminuir a tarifa do ônibus?

Passeata pede transporte público melhor e mais barato, mas nem todos aceitam aumentar preço da gasolina

Por Redação Vejasaopaulo.com
Atualizado em 5 dez 2016, 15h43 - Publicado em 15 ago 2013, 11h14

Cerca de 3 mil manifestantes marcharam ontem (14), no centro de São Paulo, em protesto contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o cartel em licitações do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

+ MAIS VÍDEOS

Além do Sindicato dos Metroviários e do Movimento Passe Livre (MPL), a passeata contou com estudantes, punks, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e militantes de partidos como PSTU, PCO e PT.

O ato durou mais de seis horas e teve confrontos na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa. Foram disparadas balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral. Ao menos nove pessoas ficaram feridas.

Segundo a Polícia Militar, o ato terminou com três presos.

Continua após a publicidade

+ Manifestantes invadem a Câmara e enfrentam a PM na Assembleia

A equipe de vídeo de VEJA SÃO PAULO entrevistou integrantes da passeata sobre a proposta de aumentar em R$ 0,50 o litro da gasolina para subsidiar a tarifa de ônibus, que cairia para R$ 1,80, segundo cálculo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A medida tem a simpatia do prefeito Fernando Haddad (PT).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.