Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Luisa Mell pede prisão do ex-marido com base em Lei Maria da Penha

Documento diz que a ativista sofre pressões psicológicas e agressões verbais do empresário Gilberto Zaborowsky; ele não se manifestou até o momento

Por Da Redação 12 out 2021, 12h14

Luisa Mell, apresentadora a ativista, pediu a prisão provisória do ex-marido, o empresário Gilberto Zaborowsky, com base na Lei Maria da Penha. O pedido foi protocolado nesta segunda-feira (11) pelo advogado Angelo Carbone.

Gilberto Zaborowsky é acusado de abuso psicológico e ameaças. Luisa Mell já tem uma medida protetiva contra o ex-marido, que não pode se aproximar a menos de 500 metros dela.

De acordo com o advogado Carbone, no entanto, a medida não foi suficiente para que Zaborowsky parasse de procurar a ativista. Ele estaria a ameaçando por meio de telefonemas anônimos. “Há o temor que ele venha a agredi-la fisicamente ou até matá-la”, diz o documento protocolado pelo advogado de Luisa.

O advogado também afirma que Zaborowsky “é dependente de drogas e com um poder incalculável financeiro, aduz que vai fazer justiça com as próprias mãos”.

Carbone afirma que está em busca de calmaria para Luisa. “Ela sofre com as pressões psicológicas e agressões verbais. Ela teme até sair de casa. O motivo é um ex-marido que extrapolou as regras e deve ser contido. Ela quer ser feliz, cuidar do filho e poder ir e vir. Para isso, invocou a Lei Maria da Penha”, afirma Carbone.

Zaborowsky não se pronunciou sobre as acusações. Anteriormente, havia dito que iria se defender na Justiça. Luisa Mell não irá manifestar publicamente neste momento. Segundo o advogado, ela está “depressiva e chora muito”.

Luisa revelou recentemente que sofreu violência médica ao ser submetida a uma lipoaspiração nas axilas sem sua autorização. “Tive o ano mais triste da minha vida”, ela disse durante um desabado em que afirmou ainda sofrer com o episódio.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade