Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vizinha reclama de lixo acumulado no Clube Hípico de Santo Amaro

Uma moradora da região diz que o mau cheiro vindo do local, frequentado pela elite paulistana, é insuportável

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 27 fev 2019, 19h32 - Publicado em 27 fev 2019, 19h18

Moradores do bairro de Santo Amaro, na Zona Sul, andam se incomodando com o acúmulo de lixo no Clube Hípico da região.

A redatora Julia Cardoso de Almeida, de 38 anos, mora em uma casa ao lado do endereço, muito frequentado pela elite paulistana. Seu quarto dá para os fundos do terreno.

Nos últimos quinze dias, ela relata que o cheiro ficou insuportável e que a sujeira permanece por lá durante mais de um dia. “Parece que um caminhão de lixo está passando direto na minha janela”, afirma. “Agora estão aparecendo moscas, baratas.”

Ela postou uma foto da montanha de sujeira no Facebook e pediu ajuda: “Alguém com contatos da Polícia Ambiental, Vigilância Sanitária para me ajudar com essa denúncia?” A moça, entretanto, ainda não fez nenhuma queixa formal.

Procurada pela reportagem, a Hípica afirmou que não existe acúmulo de lixo. “Fazemos triagem de tudo e há coleta diariamente”, afirmou uma funcionária que se identificou apenas como Carla. “Temos uma empresa cadastrada que vem tirar a sujeira, tudo direitinho. E grande parte do lixo vem de poda de árvore e de material do treinamento com os cavalos, sem material orgânico.”

Continua após a publicidade
Publicidade