Continua após publicidade

Latrocínios sobem 55,5% em São Paulo

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública mostram ainda queda em homicídios dolosos

Por Redação Veja São Paulo
Atualizado em 5 dez 2016, 15h58 - Publicado em 24 Maio 2013, 17h20

Os casos de latrocínio subiram 55,5% na cidade de São Paulo em abril deste ano em comparação ao mesmo mês de 2012. No ano passado, foram registrados nove casos, contra quatorze neste mês. No estado, foram 36 casos de latrocínio, três a mais do que no mesmo período do ano passado.

Um dos incidentes que marcaram a capital foi a morte do estudante Vitor Hugo Deppman, de 19 anos. No dia 10 de abril, o jovem levou um tiro na cabeça depois de entregar o celular e a mochila ao assaltante que o abordava. O criminoso tinha 17 anos e se apresentou à polícia três dias antes de seu aniversário. O caso gerou grande comoção e fez com que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) levasse à Brasília um projeto para a diminuição da maioridade penal.

Já os homicídios dolosos, quando o autor quis ou assumiu o risco de matar alguém, caíram 7,7% na capital. Em abril do ano passado foram registrados 103 casos, contra 95 no último mês.

Os roubos também aumentaram 8,2%, com o registro de 10 391 casos. Somente neste ano, a Secretaria de Segurança Pública registrou mais de 38 mil casos na capital.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.