Continua após publicidade

Jovem se maquia para se parecer com boneco Ken e planeja 42 cirurgias

Garoto de 16 anos gasta 4 horas por dia para se parecer com a versão humana do boneco

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 3 out 2020, 18h24 - Publicado em 3 out 2020, 18h23

Felipe Máximo Dias de Oliveira, conhecido como Felipe Adam, 16, economiza para investir no seu maior sonho: torna-se o Ken Humano. Por enquanto, ele gasta 4 horas por dia na frente do espelho se maquiando para se parecer com o boneco, mas já tem uma lista guardada com 42 procedimentos cirúrgicos que deseja fazer quando alçancar a maioridade, como botox, lifting nasal, implante nas axilas e preenchimento das coxas.

Felipe mora em Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, e junta todo o dinheiro que recebe com trabalhos de jardinagem, faxina e ajudante de cozinheiro em um quiosque, para comprar maquiagens, roupas “mais estilosas”, como diz, e sapatos iguais aos do personagem. Ao site The Sun, ele relevou que gasta R$ 150 por mês com maquiagem, principalmente bases e contornos.

View this post on Instagram

E esse foi o meu visual para a minha entrevista na LIVE 📽️ com o @alexevansoficial , com a gravata roxa que vocês votaram nos storys! 🍇👔 . . . . . . . . . #humandoll #kenhumano #kenhumanobrasileiro #cirurgiaplastica #liftingfacial #indonesia #dollshouse #dolls #dollstagram #marcelaiglesias #botchedplasticsurgery #botched #felipeadam #rodrigoalves #olhosamarelos #preenchimentofacial #baixadasantista #botchedtv #olhosazuis #cabeloloiro #loiroplatinado #bonecoken #meñecohumano #fantasidoll #bonekaken

A post shared by Ken Do Brasil 💙® (@felipe__adam) on

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

A mãe do adolescente critica a ideia das intervenções cirúrgicas, mas incentiva o filho a ser quem ele é. Entretanto, Felipe tem consciência que as escolhas pelas intervenções pode afetar sua relação com as pessoas e o trabalho.

Continua após a publicidade

Acho que fica difícil para as pessoas se relacionarem com uma pessoa que quer se parecer com um boneco. Espero que minha aparência não atrapalhe meu trabalho e me permita trabalhar duro para poder pagar por intervenções cirúrgicas para me sentir melhor comigo mesmo”, contou ao Uol. “Acho que meu look exótico seria interessante para marcas de maquiagem e roupas. Tenho esperança de que haja oportunidades de trabalhar com marcas no futuro. Espero poder realizar meu sonho de parecer ainda mais um boneco Ken sem ter que usar tanta maquiagem”.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.