Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Doria se manifesta sobre perfomance polêmica no MAM

"Tudo tem limite", disse em vídeo publicado em seu Facebook

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 30 set 2017, 16h45 - Publicado em 30 set 2017, 16h16

O prefeito João Doria falou pela primeira vez neste sábado (30) sobre a performance no Museu de Arte Moderna (MAM) ocorrida na terça (26), em que uma criança interagiu com um homem nu. A menina engatinhou até o artista, deitado sobre um tablado, e tocou seus pés e canelas.

Em vídeo publicado em seu Facebook, que tem mais de 100 000 visualizações, o político afirmou que “tudo tem limite”. Ressaltou que considera o MAM, uma instituição séria, mas mostrou-se contra a atração. “Não se pode permitir que uma cena libidinosa, que estimula uma relação artificial e absolutamente imprópria seja colocada para o público.”

“Eu peço que aqueles que promovem a arte no Brasil tenham consciência de que é preciso respeitar aqueles que frequentam os espaços públicos. Respeitar a família, os direitos, as religiões, a liberdade alheia”, disse.

 

Nesta sexta (29), o prédio do MAM foi alvo de manifestações contra a polêmica performance. Bertrando Molinari, superintendente executivo do museu, afirmou que “o fechamento da mostra não é uma opção”.

Continua após a publicidade

Publicidade