Clique e assine com até 89% de desconto

IAC recebe ordem de despejo para março

Instituto de Arte Contemporânea ocupa há dez anos edifício na Rua Maria Antônia

Por Mauricio Xavier [Com reportagem de Carolina Giovanelli, Catarina Cicarelli, Daniel Salles e Isabela Villalba] Atualizado em 5 dez 2016, 18h18 - Publicado em 11 fev 2011, 16h02

Em funcionamento há dez anos no edifício Joaquim Nabuco, na Rua Maria Antônia, na Vila Buarque, o Instituto de Arte Contemporânea (IAC) foi avisado em novembro de que seu acordo com a USP não seria renovado. O despejo está previsto para março, mas poderá ser adiado. Isso porque um documento expedido pelo 5º Cartório de Registro de Imóveis de São Paulo certifica que o prédio pertence ao governo estadual, que o adquiriu da universidade em 1972.

A certidão atesta ainda que o edifício vizinho, Ruy Barbosa, onde atualmente funciona o Centro Universitário Maria Antonia, também foi vendido para o estado. O uso dos imóveis pela USP foi autorizado em 1991, pelo então governador Luiz Antônio Fleury Filho. Com uma ressalva: apenas para atividades culturais e de extensão universitária. Procurado, o presidente do IAC, Pedro Mastrobuono, se disse perplexo. “Se isso for verdade, nossa permanência pode até ter sido irregular”, diz. A reitoria da USP não quis se manifestar.

Publicidade