Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Homem que matou irmão em festa da firma segue foragido

Matteo Petriccione Junior fugiu após efetuar disparos em loja da família

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 dez 2017, 18h36 - Publicado em 26 dez 2017, 18h23

A polícia procura o empresário Matteo Petriccione Junior, que matou a tiros o próprio irmão, Marcelo Petriccione, depois de uma briga na concessionária de carros da família, na Zona Norte de São Paulo. O crime ocorreu na madrugada do último dia 23.

Marcelo foi atingido por três disparos e levado para o Hospital Santana, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a polícia, houve luta corporal e, durante a confusão, Matteo ainda acertou uma cabeçada no nariz da tia deles, de 71 anos. Ainda não se sabe o que motivou a discussão. 

Marcelo Petriccione foi campeão brasileiro de kart nos anos 80 e 90. Ele deixou mulher, com quem estava casado há 23 anos, e três filhos. O enterro ocorreu na tarde de sábado (23). “Não existem palavras de conforto, nada que aplaque a dor imensa de perder um pedaço importante de mim… Oro para Deus me dar força e iluminar a minha família!! Estamos, literalmente, juntando os cacos para recomeçar”, postou a esposa da vítima em seu perfil no Facebook.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade