Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Empresário imobiliza bandido e salva família de assalto em Santo André

Diogo Petri viu mãe lutando com dois bandidos para evitar que carro fosse roubado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 28 jun 2019, 12h09 - Publicado em 28 jun 2019, 11h34

Uma mãe saía da casa da tia com três crianças no bairro Parque Jaçatuba, em Santo André, quando foi surpreendida por dois homens na última terça-feira (25). Eles anunciaram um assalto e disseram para a mulher entregar o carro. Com medo dos filhos serem levados juntamente com o veículo, ela decidiu retirar a chave da ignição e correr para longe dos bandidos.

Diogo Petri, empresário de 39 anos, passava por ali e viu o momento no qual a moça tentava se desvencilhar dos jovens, que a agrediam para conseguir alcançar a chave. Petri decidiu, então, sair de seu veículo sem fazer barulho e se aproximar em silêncio.

“Eu fui por trás de um dos caras e dei um chute nele com toda força que tinha. Ele caiu na hora e consegui imobilizá-lo. Com o susto, o outro, que estava armado, fugiu”, conta. “Não recomendo reagir a um assalto, mas quando vi uma mãe sendo assaltada, com três filhas pequenas chorando dentro do carro, segui meu instinto. Já me chamaram de louco, mas o que fica é a sensação de gratidão.” Erick Santiago, de 19 anos, acabou preso pela polícia, acionada pela mãe logo após o ocorrido.

O caso ficou registrado no 10º BPM/M 1° Companhia, no bairro Santa Terezinha, também no ABC Paulista. Para ajudar nas buscas do outro infrator, a polícia divulgou uma foto de Santiago. A dupla estaria cometendo vários delitos na região nos últimos dias.

Continua após a publicidade

Publicidade