Continua após publicidade

Frota de ônibus será reforçada para acesso a locais de votação na capital

Linhas operam no domingo com cerca de 2 000 veículos a mais

Por Agência Brasil
30 set 2022, 09h33

A frota de ônibus da capital paulista será reforçada para garantir o acesso dos eleitores aos locais de votação no domingo (2). Segundo a SPTrans, as linhas vão operar com cerca de 2 mil veículos a mais e capacidade equivalente à dos sábados.

As linhas de ônibus intermunicipais, gerenciadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) na região metropolitana de São Paulo, seguirão a programação de domingo, sem alterações de horário. Pode haver reforço caso o movimento de passageiros aumente.

As cinco linhas operadas pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) funcionarão com intervalos médios de dez minutos, mas em caso de aumento de passageiros haverá trens de prontidão para atender à demanda em todas as linhas.

+ Quais são os 7 maiores desafios do próximo governador de São Paulo

Continua após a publicidade

A operação das Linhas 4-Quatro, 5-Lilás, 8-Diamante e 9-Esmeralda, controladas pela ViaMobilidade e ViaQuatro, será equivalente à programação dos domingos, com intervalos médios de dez minutos e possibilidade de readequação da frota em caso de necessidade.

No Metrô, todas as linhas funcionarão normalmente, das 4h40 à meia-noite. As frotas programadas para atender os passageiros serão as mesmas utilizadas aos sábados e domingos comuns, com trens reservas podendo entrar em operação.

Trânsito

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito nos principais corredores da cidade para garantir segurança, fluidez e mobilidade dos eleitores no acesso aos postos de votação e vias do entorno. O monitoramento e a operação de trânsito nas zonas eleitorais serão intensificados das 7h às 18h.

Continua após a publicidade

Segurança

O governo estadual montou esquema de segurança reforçado para escoltar juízes eleitorais e garantir a segurança dos locais de votação e cartórios eleitorais. Serão mobilizados 83 mil policiais, sendo 68 mil militares, 15 mil civis e 300 policiais técnico-científicos, trabalhando na Operação Eleições.

Os policiais militares estão escalados para garantir a ordem pública e a tranquilidade no estado. Pelos planos da Secretaria de Segurança Pública, 64.692 PMs farão o policiamento dos locais de votação. Mais 2.358 garantirão a segurança dos cartórios eleitorais e 786 farão a escolta dos juízes eleitorais.

As polícias Civil e Técnico-Científica reforçarão os efetivos para atender a qualquer eventualidade. Na Civil, a estimativa é de que 15 mil policiais estejam mobilizados ao longo do plantão de eleições.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.