Clique e assine por apenas 6,90/mês

Emiglia atrai gente bonita com pizza e badalação

Massa fina e crocante serve de base para vinte coberturas listadas no menu, que tem ainda 55 rótulos de vinho

Por Fabio Wright - Atualizado em 5 Dec 2016, 17h37 - Publicado em 11 Nov 2011, 23h50

Desde 2004, o imóvel na esquina das ruas Cinderela e Sabuji, no Jardim Paulistano, hospeda empreendimentos com perfil de restaurante. Passaram por ali as receitas contemporâneas do Sabuji (que pertencia à chef Bel Coelho), os sabores italianos do Lucca e as carnes do Abuelo. Em outubro, inaugurou-se naquele ponto um pizza-bar. Vizinho ao Esporte Clube Pinheiros, o Emiglia tornou-se prontamente ímã de jovens bem de vida. Turmas e casais, sobretudo dos 30 anos para cima, ocupam a estreita varanda junto da calçada e o charmoso salão, decorado com madeira de demolição e ladrilho hidráulico colorido.

+ Os melhores bares na cidade

+ Chope em dobro e outras regalias

Habitué da cidade de Visconde de Mauá (RJ), o paulistano Pierre Grego, um dos sócios, trouxe de uma pizzaria de lá a fórmula da massa fina e crocante que serve de base para as vinte coberturas listadas no menu. Apesar de parecer estranha, a combinação de queijos mussarela e brie, geleia de pimenta e filetes de manga apresenta um interessante contraste de salgado, doce e picante. As pizzas são individuais (quatro fatias), mas por mais R$ 15,00 podem vir no tamanho grande (oito pedaços) — o que compensa.

+ 100 bons programas para aproveitar o feriado

Para abrir o apetite, experimente a burrata (mussarela de búfala cremosa, de 230 gramas, acompanhada de tomatinhos e pesto de manjericão. Na hora de beber, deixe de lado o chope, apenas regular, e prefira a caipirosca de abacaxi, hortelã e lima-da-pérsia ou os vinhos, mantidos numa bela adega climatizada. Uma das 55 sugestões é o tinto chileno Casas del Toqui Reserva Pinot Noir 2010. Com clima de lounge, o andar superior é bacana para reunir os amigos e comemorar aniversário.

 

Publicidade