Clique e assine por apenas 6,90/mês

Delegado mata a mulher em Perdizes, na zona oeste de SP

Homem suicidou-se logo em seguida; de acordo com família, ele passava por depressão profunda

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 20 Aug 2017, 19h21 - Publicado em 20 Aug 2017, 19h17

Um delegado assassinou a mulher, juíza do Trabalho, a tiros em Perdizes, na zona oeste de São Paulo neste domingo, 21, e se matou em seguida. A Polícia Militar foi ao local por volta das 6 horas, após denúncia de que havia um cadáver no apartamento do casal, na Rua Tucuna, em condomínio de alto padrão.

O delegado Cristian Lafredi era funcionário da a Assembleia Legislativa paulista, mas estava afastado do trabalho. Ele e a magistrada Cláudia Zerati, da 2a Vara de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, tem uma filha, ainda criança.  Ainda são investigadas as causas do crime.

Ao Estado, o irmão do delegado, Cristiano Lanfredi disse que o irmão passava por “depressão profunda”. “Ele estava sob tratamento médico e afastado do serviço desde o ano passado, depois que a mãe morreu“, contou.

Um amigo da família, que pediu para não ser identificado, disse ter ficado “muito surpreso” com a notícia. “Eles tinham um ótimo relacionamento. Foi um baque saber disso. A família está toda traumatizada“, comentou.

Publicidade