Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Homem mata mulher grávida no Grajaú, Zona Sul

O outro filho do casal teria sido testemunha do crime

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 9 ago 2020, 17h52 - Publicado em 9 ago 2020, 17h51

Uma mulher grávida foi assassinada por um homem, de 29 anos, no Grajaú, Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações do jornal Agora São Paulo. O crime ocorreu no sábado (8). O outro filho do casal teria sido testemunha do crime.

Conforme o boletim de ocorrências, o homem confessou o crime ao seu irmão. Policiais encontraram a vítima no local do crime, já sem vida. O homem foi preso. Foi apreendido com ele a quantia de R$ 2,168.

Lei Maria da Penha

Lei Maria da Penha, importante instrumento de combate à violência contra a mulher, completou 14 anos nessa na sexta (7). O ano de 2020 tem se mostrado crítico em relação ao tema, com o aumento nas denúncias de violência e dos casos de feminicídio, em meio à pandemia do novo coronavírus(covid-19), que determina o isolamento social, como forma de combater a transmissão do vírus.

O número de denúncias feitas à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos teve um aumento médio de 14,1% nos primeiros quatro meses do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. O total de registros foi de 32,9 mil entre janeiro e abril de 2019 contra 37,5 mil no mesmo período deste ano, com destaque para o mês de abril, que apresentou um aumento de 37,6% no comparativo entre os dois anos.

Além disso, os casos de feminicídio cresceram 22,2%, entre março e abril deste ano, em doze estados, comparativamente ao ano passado. Feminicídio é o assassinato de uma mulher, cometido devido ao desprezo que o autor do crime sente quanto à identidade de gênero da vítima.

(Com informações da Agência Brasil)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade