Clique e assine por apenas 6,90/mês

Circo de Moscou no Gelo: tecnologia da Sibéria

Atração encerra sua passagem pela capital neste domingo (22), no Via Funchal

Por Maurício Xavier [com reportagem de Nathalia Zaccaro] - Atualizado em 5 dez 2016, 17h14 - Publicado em 21 abr 2012, 00h50

O Circo de Moscou no Gelo encerra no domingo (22), no Via Funchal, na Vila Olímpia, sua passagem pela capital. Na atual turnê brasileira, o grupo, que completa meio século neste ano, vai passar por outras catorze cidades. O show combina universo circense, balé clássico tradicional e patinação artística em dezessete números acrobáticos com trapézio, malabares e cordas suspensas, todos executados sobre patins.

+ Centro de Memória do Circo resgata história do circo brasileiro

+ Paulistanos pagam até 1.000 reais em cursos de palhaço

+ Circo Garcia, o mais longevo do Brasil

Além das manobras dos 26 artistas, outra característica que chama atenção é a pista sintética utilizada pela trupe. Com aparência de gelo, o piso do espetáculo é, na verdade, de teflon e permanece todo o tempo em temperatura ambiente. Confira algumas das características desse equipamento no quadro abaixo:

A PISTA RUSSA

Continua após a publicidade

Material: Teflon com encaixe de ferro

Tratamento no piso: Polimento à base de água

Área: 144 metros quadrados (72 placas de 2 metros quadrados)

Peso: 3,2 toneladas (placas de 44 quilos)

Temperatura: Ambiente

Tempo para montagem: 6 horas

 

Continua após a publicidade
Publicidade