“Não dê munição ao canalha”, diz Bolsonaro após Lula deixar cadeia

Sem citar nome do petista, presidente reagiu à concessão de liberdade dada ao adversário político na sexta-feira

O presidente Jair Bolsonaro escreveu neste sábado (9) no Twitter duas mensagens em que conclama os “amantes da liberdade e do bem” e recomenda não dar “munição ao canalha, que momentaneamente está livre”. Sem citar nomes, Bolsonaro fez referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deixou a cadeia nesta sexta, após decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros”, diz o post de Bolsonaro. “Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num (sic) bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, afirma.

Em um segundo post, o presidente da República escreve: “Iniciamos a (sic) poucos meses a nova fase de recuperação do Brasil e não é um processo rápido, mas avançamos com fatos”. E repete: “Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”.

Lula estava preso desde abril de 2018 por ter sido condenado em um dos processos dos quais era réu na Operação Lava Jato.

No Instagram, Lula postou um vídeo em que afirma que o Brasil está vivendo uma “loucura” e que está livre para ajudar a tirar o País dessa situação. “Quero dizer para vocês que estou livre para ajudar a libertar o Brasil dessa loucura que está acontecendo no nosso País”, diz Lula na gravação.

Leia abaixo a mensagem do vídeo:

“Queria falar com meus seguidores do Instagram. Quero dizer a vocês que sou um senhor muito jovem. Tenho 74 anos do ponto de vista biológico. Mas tenho 30 anos do ponto de vista de energia e 20 anos, de tesão. Só para vocês ficarem com inveja desse jovem que está falando com vocês. Quero agradecer do fundo do coração toda solidariedade de vocês (…) e dizer pra vocês que ‘tô’ livre para ajudar a libertar o Brasil dessa loucura que está acontecendo no nosso País. É preciso cuidar da educação, cuidar do emprego, do salário, da cultura. É preciso cuidar do prazer e da alegria. Aliás, a juventude não vive se não tiver prazer, motivação de vida. E é isso que nós temos para oferecer ‘pra’ vocês. Beijos.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s