Clique e assine por apenas 6,90/mês

Bolsonaro se manifesta sobre ataque em Suzano, na Grande São Paulo

Flávio Bolsonaro, senador pelo Rio de Janeiro, apontou na tragédia uma prova do "fracasso do estatuto do desarmamento"

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 13 mar 2019, 16h26 - Publicado em 13 mar 2019, 16h25

Jair Bolsonaro se pronunciou sobre o massacre que ocorreu em Suzano, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). O presidente da República lamentou o atentado e enviou condolências aos familiares das vítimas.

“Presto minhas condolências aos familiares das vítimas do desumano atentado ocorrido hoje na Escola Professor Raul Brasil, em Suzano, São Paulo. Uma monstruosidade e covardia sem tamanho. Que Deus conforte o coração de todos!”, escreveu — cerca de seis horas após as primeiras notícias sobre o ataque.

Quem também falou sobre o atentado foi Flávio Bolsonaro, senador pelo Rio de Janeiro: “Meus sentimentos a todos os familiares das vítimas covardemente assassinadas no colégio em Suzano. Mais uma tragédia protagonizada por menor de idade e que atesta o fracasso do malfadado estatuto do desarmamento, ainda em vigor” — os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos do colégio.

Continua após a publicidade
Publicidade