Clique e assine por apenas 5,90/mês

Ator promove cursos de teatro para jovens carentes

O sonho de Maurício Machado é democratizar o acesso à cultura

Por Sara Ferrari - 30 mar 2018, 06h00

Desde o início da carreira, o ator Maurício Machado, de 45 anos, alimentava uma ambição: abrir a própria casa de espetáculos. Mais do que promover uma rica programação teatral, ele aspirava a democratizar o acesso à cultura. Com a construção do Teatro J. Safra, na Barra Funda, o sonho se tornou realidade. Desde 2014, o espaço se divide entre atrações pagas e atividades sociais direcionadas à comunidade carente. Toda quarta à noite, jovens a partir de 16 anos de vários cantos da cidade se reúnem para participar dos cursos gratuitos de interpretação e dramaturgia.

Ministradas por profissionais da área, as aulas são voltadas para estudos de autores conceituados, exercícios práticos e produção de textos dramáticos. Os interessados devem encaminhar documentos de comprovação da renda no início e no meio do ano, quando são formadas as turmas. Nos últimos dois anos, foram atendidos cerca de 350 alunos de baixo poder aquisitivo. No final do curso, com duração média de seis meses, os estudantes podem produzir uma peça, usufruindo o acervo de cenário e figurino do teatro.

“A arte tem o poder de tornar a vida mais colorida”, diz Maurício Machado Leo Martins/Veja SP

“O mais bacana é ver como ex-alunos estão conseguindo trilhar o próprio caminho nessa área”, diz ele. Um deles, Eduardo Bartolomeu, de 34 anos, por exemplo, fez trabalhos como dramaturgo depois da experiência, em 2015. “Eu já era ator, mas não tinha confiança em produzir meus textos. Agora escrevo peça atrás de peça”, comemora.

Além dos cursos, também são oferecidas palestras de diferentes temáticas, como apresentação circense, maquiagem para atores e dança. Uma parcela dos ingressos é distribuída gratuitamente como parte do projeto social — neste ano, mais de 2 400 cadeiras foram ocupadas dessa forma. Outras 23 sessões foram inteiramente gratuitas e dirigidas a entidades como orfanatos, asilos e ONGs.

Entre o eixo Rio-São Paulo, o ator se divide em muitos projetos. Recentemente, trabalhou nas novelas Chiquititas e A Lei do Amor, sem deixar de lado a curadoria do teatro, que assina ao lado do sócio, o diretor teatral Eduardo Figueiredo. Para o futuro, a dupla pretende abrir mais vagas, tanto para os cursos como para as cotas de ingressos. “A arte tem o poder de tornar a vida mais colorida”, comemora.

Teatro J. Safra. Rua Josef Kryss, 318, Barra Funda, ☎ 3611-3042.

Continua após a publicidade
Publicidade