Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Soninha Francine lida com recaída do marido e briga por projeto de lei

A vereadora enfrenta tempos difíceis; seu marido, dependente do álcool, foi internado no ano passado

Por Ana Carolina Soares 17 Maio 2019, 06h00

Os últimos meses não têm sido fáceis para a vereadora Soninha Francine (PPS), 51. Na Câmara, ela participa de reuniões duras sobre conselhos tutelares para tentar aprovar a PL 560, que legisla sobre o setor, “empacada” há dois anos. A maior discussão, claro, envolve a gestão de verbas. Entre elas, a do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fumcad), que investe anualmente cerca de 225 milhões de reais em trinta projetos voltados a esse público. “Como os conselheiros não querem que a prefeitura administre esse dinheiro, se o Fumcad pertence à Secretaria de Direitos Humanos?”, dispara. Em casa, ela quase se separou do marido, Paulo Martins, ex-morador de rua e dependente de álcool. “Ele teve uma recaída no ano passado, foi bem difícil, mas passou três meses internado. Recuperou-se e agora estamos ótimos.”

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 22 de maio de 2019, edição nº 2635.

  • Publicidade