Clique e assine por apenas 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Professora de Campinas é indicada a prêmio “Nobel” da educação

Especializada em ensino de Libras, Doani Emanuela Bertan é criadora do canal Sala8, com aulas bilíngues; mais dois brasileiros concorrem à premiação

Por Humberto Abdo - 8 Maio 2020, 06h00

A professora Doani Emanuela Bertan, de Campinas, está entre os indicados ao Global Teacher Prize 2020, prêmio considerado “o Nobel da Educação”. Desde 2014, cinquenta finalistas disputam a recompensa de 1 milhão de dólares (mais de 5 milhões de reais), oferecida pela Fundação Varkey a um dos docentes. Especializada em ensino de Libras, Doani investe parte do tempo no canal Sala8, em que apresenta aulas bilíngues.

A iniciativa começou em 2017 como complemento ao ensino dos alunos surdos. As gravações, sempre feitas em casa, hoje são produzidas em um pequeno estúdio montado com a ajuda do marido. “Conversei muito com as famílias dos surdos, perguntando ‘como posso melhorar?’”, relembra.

Quando criança, Doani recebeu incentivo da mãe, que com frequência a levava à biblioteca municipal. “Ficava a uma hora e meia de distância, mas íamos toda semana”, conta. “Ela dizia que ali estava a mudança da nossa vida.” Com a quarentena, Doani passou a postar mais atividades nas redes e encaminhou seu canal a todas as secretarias estaduais do país, um esforço extra para divulgar o conteúdo dos vídeos.

Antes da final do prêmio, prevista para outubro deste ano, a fundação ainda anuncia seus dez finalistas em junho. Além dela, concorrem outros dois brasileiros: Francisco Freitas, do Distrito Federal, e Lília Melo, de Belém.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 13 de maio de 2020, edição nº 2686.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Continua após a publicidade
Publicidade