Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Conteúdo para assinantes

Crescem consultas sobre recuperação judicial, diz advogado

"A crise vai vir como um tsunami", afirma Carlos Deneszczuk, sócio-fundador do escritório Dasa Advogados

Por Humberto Abdo Atualizado em 1 Maio 2020, 09h23 - Publicado em 1 Maio 2020, 06h00

A Dasa Advogados, escritório na região da Cidade Jardim, identificou na quarentena, de fevereiro a abril, um aumento de 50% nas consultas sobre recuperação judicial. Os interessados vão de microempresas a grandes multinacionais. A ferramenta jurídica confere aos empresários o congelamento de dívidas com bancos, fornecedores e trabalhadores “como uma nova chance para se reerguer”, explica Carlos Deneszczuk, sócio-fundador do escritório-butique, com atendimento personalizado. É o caso de marcas como a rede de lojas Camisaria Colombo, que já sofria com dívida de 1,8 bilhão de reais pré-pandemia. “A crise vai acontecer como um tsunami. O mar recua, e o problema vai ser quando tudo voltar, porque agora o Judiciário está parado e os bancos dão carências, mas em breve os cartórios protestarão títulos e os bancos vão querer receber parcelas.”

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 6 de maio de 2020, edição nº 2685.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicidade