Clique e assine com até 89% de desconto
São Paulo nas Alturas Por Raul Juste Lores Redator-chefe de Veja São Paulo, é autor do livro "São Paulo nas Alturas", sobre a Pauliceia dos anos 50. Ex-correspondente em Pequim, Nova York, Washington e Buenos Aires, escreve sobre urbanismo e arquitetura

Edifício Washington, na São João, é legado de 1949 de imigrante polonês

O arquiteto e construtor Bernardo Rzezak projetou o edifício antes da construção do Minhocão

Por Raul Juste Lores Atualizado em 19 jul 2019, 17h24 - Publicado em 19 jul 2019, 06h00

Quando Bernardo Rzezak desenhou o Edifício Washington, em 1949, a Avenida São João não tinha o Minhocão e o arquiteto e construtor judeu-polonês começava a espalhar projetos pela cidade — de uma fábrica para a família Pascowitch na Rua Sumidouro, em Pinheiros, a residenciais em Higienópolis. Ao chegar aqui, em meados dos anos 30, Rzezak encontrou uma São Paulo onde 25% da população era composta de imigrantes como ele. Havia muitos arquitetos, construtores, artesãos e chefes de obras experientes. Deixamos de atrair tantos talentos: hoje, os estrangeiros em São Paulo são apenas 2%.

Edifício Washington antecede a construção do Minhocão Raul Juste Lores/Veja SP

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 24 de julho de 2019, edição nº 2644.

 

Publicidade