Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Vingança de mulher traída provoca polêmica no Facebook

"Não sinto que tenhamos moralidade para julgar", opinou uma jovem no Twitter após a repercussão da história que está dando o que falar em Lisboa, Portugal

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 mar 2018, 19h36 - Publicado em 1 mar 2018, 18h21

O que você faria se descobrisse que foi traído por seu companheiro ou companheira? Uma mulher resolveu espalhar diversos cartazes em postes e paredes de Lisboa, em Portugal, para se vingar. Os papéis colados pela cidade portuguesa mostravam uma foto da amante, assim como ofensas contra a amante. A atitude da esposa traída chamou atenção na internet — e dividiu opiniões nas redes sociais. Alguns viram graça na atitude drástica, enquanto outros afirmaram que mulher jogou toda a culpa da traição apenas na outra, poupando o marido.

A p*ta do bairro!“, diz as dezenas de cartazes espalhados nesta segunda (26) em ruas de Campolide, Estrela e Campo de Ourique, em Lisboa. “Esta rapariga destruiu a minha vida. Teve um caso com o meu marido durante meses, sabendo que ele era casado, chegando até a engravidar. Mas Deus castigou-a e ela perdeu o bebê. Menina do papai que não passa de uma grande p*ta“, desabafa a mulher nos folhetos — que não teve o nome divulgado.

Segundo a imprensa portuguesa, a mulher que sofreu a traição pode responder pelos crimes de difamação, divulgação de fato da vida privada e de imagem sem consentimento. Além das ações legais, a esposa também está sendo muito criticada pela atitude: para a influenciadora digital Marta Neves, ela também deveria culpabilizar o homem que lhe prometeu fidelidade: “Chega! Chega de sermos sempre as mesmas a acusarmos as mesmas. Por que é que nós mulheres fazemos isso umas às outras?“, questiona.

Marta Neves continua: “Por sinal, era com esta mulher que este homem estava casado? Não! Por acaso era com esta mulher que ele tinha trocado juras de amor eterno e fidelidade? Não! Se a sua conduta é questionável? Talvez. Mas isso fica para a sua consciência. Não sinto que tenhamos moralidade para julgar. Mas o que aqui conta é o HOMEM! Vou repetir: o homem!“, afirmou a internauta. Ela também acredita que a atitude da mulher traída não é o “caminho para nos respeitarmos mais e para conquistarmos mais respeito”.

  • Não podemos salvar a nossa vida quando, para isso, necessitamos de destruir a vida dos outros“, finalizou. No Twitter, internautas também mostraram que são contra a exposição da mulher. Alguns consideraram os cartazes uma vingança cruel. “Quem pode assegurar que não é uma ressabiada qualquer que não aceita que acabou? Como alguém se atreve a destratar alguém dessa forma? Só penso na rapariga que se viu exposta assim. Deve ser horrível“, escreveu uma jovem.

    As informações são do Jornal Extra.

    Dê sua opinião: E você, o que achou da vingança da mulher traída? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade