Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Poliana Abritta se emociona ao compartilhar redação da filha

A apresentador do "Fantástico" publicou em seu Instagram o texto feito por Manuela, de 8 anos de idade, com o tema "como eu acho que seria no futuro"

Por Redação VEJA São Paulo 15 ago 2017, 13h04

Você provavelmente não sabe, mas a apresentadora Poliana Abritta é mãe de trigêmeos. Nesta segunda (14), a jornalista se emocionou ao compartilhar uma redação escrita pela filha Manuela, de 8 anos de idade — tudo, é claro, com a autorização da menina. O tema do texto? “Como eu acho que seria no futuro”.

Pedi autorização à minha filha de 8 anos para postar essa redação que ela escreveu. Me surpreendeu a clareza (a gente pensa que eles não percebem tudo…)! Me encantou a esperança (que a gente por vezes não consegue ter…)! Essa redação é quase uma oração. E eu espero, filha, que você tenha a chance de viver nesse Brasil que você imagina para o seu futuro“, escreveu a apresentadora do Fantástico. “Do lado de cá, que nós, pais, que a gente não desista! É por eles e para eles…!“, finalizou. Confira: 

View this post on Instagram

Pedi autorização à minha filha de 8 anos pra postar essa redação que ela escreveu. Me surpreendeu a clareza (e a gente pensa que eles não percebem tudo…)! Me encantou a esperança (que a gente por vezes não consegue ter…)! Essa redação é quase uma oração… e eu espero, filha, que você tenha a chance de viver nesse Brasil que você imagina pro seu futuro. Do lado de cá, que nós, pais, que a gente não desista! É por eles e para eles…! ♥️🇧🇷 #ConfiareTrabalhar #TerEsperança #NossoBrasil #NossosFilhos #Amém #Agosto17

A post shared by Poliana Abritta (@polianaabritta) on

Na redação, Manuela pede: “Eu espero que os dias no futuro tenha (sic) menos pessoas morando na rua. Eu tenho certeza que a tecnologia vai ser muito mais avançada do que é hoje e muito mais evoluída. Acho que não vamos ter mais tanto problemas com roubo na política. Acho que o Brasil não vai ter problemas financeiros ou no plano de saúde como hoje em dia. Não vai ter mais tanta criança trabalhando em vez de estar na escola. A educação será melhor, muito melhor do que hoje em dia. Eu acho que não vai ter mais poluição“.

  • Esperamos que a Manuela esteja certa, não é mesmo? 

    Dê sua opinião: E você, o que achou da carta escrita pela filha de Poliana Abritta? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade