Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Pessoas estão emocionados com a luta deste pai contra depressão

"Este ano começou com meu pai sofrendo com a depressão e tentando suicídio", diz um tuíte compartilhado pela filha de 19 anos do homem

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 29 nov 2017, 19h48 - Publicado em 29 nov 2017, 19h44

Brian Wilkie tem 48 anos de idade e mora com a família em Edimburgo, na Escócia. Em 2014, o filho de 22 anos do homem se matou: “Eu não era uma figura presente na vida dele. Então ele voltou para a minha vida. Foi incrível. A minha vida estava completa. Perdê-lo foi difícil. A partir do momento em que meu filho morreu, a minha vida saiu do meu controle“, relembrou ao BuzzFeed.

Para lidar com a dor de perder o filho, Brian exagerou na bebida e no jogo: “Eu me sentia culpado. Eu não percebi que depressão era uma doença mental. Eu não falei sobre o que estava enfrentando… a depressão roubou todas as minhas emoções“, disse.

No primeiro aniversário da morte do filho, em 2015, o homem disse que ele queria enfrentar a depressão e começou a tomar remédios prescritos por um médico: “Eu me senti ainda pior e ganhei peso. Comecei a apostar. Eu tentei tudo para acabar com a dor“.

O homem foi a um funeral pouco tempo depois e, após a cerimônia, tentou o suicídio: “É o ponto mais baixo da minha vida. Não havia mais nada para mim“, relembra. “Eu achei que o suicídio era a saída mais rápida“.

No dia seguinte, no entanto, ele chegou à conclusão que precisava mudar. Ele parou de beber e começou a frequentar uma academia — e conversou com a família a respeito. A filha adolescente de Brian, Ellie, de 19 anos, confrontou o pai: “Ela realmente estava lá para mim. Eu estava tão cedo — eu vejo isso hoje. Ela sempre esteve do meu lado. Ela me disse que eu a magoei com a minha tentativa de suicídio. Agora eu tenho uma segunda chance de ser pai“. 

  • A minha família é minha razão para viver, meus filhos e minha esposa“, disse Brian. “Eu dei 100% de mim para a depressão, agora vou dar 100% para a minha recuperação“.

    Continua após a publicidade

    Na quarta (22), Ellie compartilhou um tuíte emocionado sobre a luta diária do pai contra a depressão: “Este ano começou com meu pai sofrendo com a depressão e tentando suicídio. Hoje ele termina o ano começando uma nova carreira como um trabalhador de apoio à recuperação. Palavras não são suficientes para descrever o quão orgulhosos nós estamos. Quebre o estigma: tudo bem não se sentir bem“. A mensagem recebeu mais de 160 000 curtidas em poucos dias. Confira: 

    Eu compartilhei a história do meu pai porque eu não conseguia expressar o tamanho do orgulho que sinto dele. Eu queria mostrar para todo mundo que, com apoio e amor, há uma luz“, disse a jovem ao BuzzFeed. Quando o tuíte viralizou, o pai da jovem foi pego de surpresa: “Eu sei que muitas pessoas sofrem em silêncio, como eu sofri. Eu espero que isso ajude pelo menos uma pessoa“.

    Dê sua opinião: E você, o que achou da história emocionante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

    Continua após a publicidade
    Publicidade