Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Homem dá cartão de crédito para mulher que recusou encontro

"Um patrocínio do rapaz que me mandou o número do cartão de crédito dele após eu dizer não para um encontro", escreveu a jovem no Twitter

Por Redação VEJA São Paulo 26 set 2017, 15h16

A maioria das mulheres já enfrentaram uma situação como a de Leagan: um rapaz te convida para sair, você diz “não”, ele continua insistindo até que um dos dois perde a paciência — não há um final feliz nessa história. A jovem, no entanto, resolveu aproveitar a experiência para ensinar uma importante “lição” ao pretendente.

A história é bastante simples: um rapaz convidou Leagan para um encontro. Ela disse não. Ele, então, achou que era uma boa ideia compartilhar com a jovem os dados do cartão de crédito dele. “Eu quero que você tenha isso. Caso você queira comprar alguma coisas. Qualquer coisa. O que você quiser“, ele enviou na mensagem — bastante assustador, não? “Tudo o que seu coração desejar!“, ele disse, mais uma vez, ressaltando que a jovem poderia comprar o que quisesse com o cartão de crédito.

Leagan, então, decidiu comprar um pula-pula para festas infantis. Sim, o modelo grande, que acomoda várias crianças e é no formato de um castelo. O rapaz pareceu surpreso: “Querida, o que é isso?” — vale reiterar que eles não são namorados e que ela disse “não” quando foi convidada para um encontro. “Você disse que eu poderia comprar o que quisesse, ué“, a mulher respondeu. “Você comprou um maldito pula-pula?“, questionou o rapaz.

  • A jovem compartilhou a história inusitada no Twitter, onde a “vingança” programada pela jovem já acumula mais de 239 000 curtidas em poucos dias: “Vocês estão todos convidados para a minha festa de pula-pula, um patrocínio do rapaz que me mandou o número do cartão de crédito dele após eu dizer não para um encontro“, ela explicou na rede social. O tuíte também já foi retuitado mais de 75 000 vezes. Confira: 

    Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Leagan? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

    Continua após a publicidade
    Publicidade