Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

MC Gui se defende no Instagram após rir de criança na Disney

Por conta da repercussão negativa, o cantor teve dois shows e um contrato publicitário cancelados

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 5 fev 2020, 13h41 - Publicado em 22 out 2019, 12h31

O funkeiro MC Gui, 21, fez um vídeo no Instagram para tentar esclarecer a polêmica na qual se envolveu na última segunda-feira (21). Ele foi acusado de praticar bullying com uma criança dentro de um trem a caminho de um parque da Disney, em Orlando, nos Estados Unidos. O artista publicou um vídeo nesta segunda (21) rindo da garota, que parece incomodada.

Ele defende que houve uma “interpretação errada das pessoas” e que “essa jamais foi sua intenção”. “Hoje aconteceria mais uma noite de Halloween (no parque) e encontrei uma família no trem que estava fantasiada de Monstros S.A. Eu achei aquilo incrível”, diz, explicando porque quis filmar a menina.

“Em momento algum eu fiz isso para atacar alguém ou fazer bullying, principalmente com uma criança. Se ela realmente se sentiu constrangida, eu iria na hora pedir desculpas, não teria postado nada ou estaria dando risada”, argumentou. O cantor referenciou a importância do público adolescente para o seu sucesso.

Criticado por figuras como JoJo Todynho, o funkeiro também mandou um recado. “Não sou uma pessoa de má índole, tenho família. A todos os artistas e influenciadores, é mais bonito me dar conselho, me ajudar. Não acho legal distribuir ódio na internet”, finalizou.

Por conta da repercussão negativa, MC Gui teve dois shows e um contrato publicitário cancelados. Assista ao pronunciamento do músico:

https://www.instagram.com/p/B36CFX9lMe_/

+ OUÇA O PODCAST #SPsonha:

Continua após a publicidade
Publicidade