Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Emocionado, Henri Castelli revela agressão: “fratura exposta na mandídula”

Ator diz que foi 'agredido covardemente' e reza para não ficar com sequelas; “a impressão que eu tinha era que minha boca estava pendurada"

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 12 jan 2021, 09h47 - Publicado em 12 jan 2021, 09h32

Henri Castelli, 42, falou sobre os motivos que o levaram a um hospital em Maceió no último dia 30. O ator revelou que foi “agredido covardemente” e que reza para não ficar com sequelas.

“Vocês devem ter visto que eu dei entrada na Santa Casa de Alagoas no final do ano, por ocasião de um acidente na academia”, disse nas redes sociais. “A verdade é que não foi um acidente e não foi na academia. Eu fui agredido covardemente sem que eu pudesse reagir ou me defender.”

“O que aconteceu foi que eu estava com alguns amigos, e do nada eu fui puxado pelas costas, pelo pescoço, jogado no chão e fui agredido”, contou. “Vítima de socos e chutes que levaram a uma fratura exposta na minha mandíbula”, continuou.

O ator contou que percebeu que o machucado era grave. “A impressão que eu tinha era que minha boca estava pendurada naquele momento”, lembrou. “Liguei imediatamente para minha dentista, que me orientou a ir para um hospital mais próximo.”

Henri teve que ter a mandíbula amarrada com um fio de aço para retornar a São Paulo, onde passou por uma cirurgia de correção. Na ocasião, o ator decidiu não tornar pública a agressão por causa de sua família.

“Para quê?! Para não assustar a minha família, porque ligar pra sua mãe e dizer: ‘Mãe, eu fui agredido, fraturei a minha mandíbula, mas eu estou bem’, não era a melhor ideia a se fazer”, disse. “Ela só soube de tudo depois que eu voltei para casa, depois da cirurgia.”

O artista contou ainda que procurou a delegacia em Maceió e que os agressores foram chamados pela Polícia para prestar esclarecimentos. Henri passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal de Maceió.

Veja abaixo a sequência de vídeos com o relato de Henri Castelli. ALERTA: O relato e as imagens são fortes.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade