Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

A vida sem Waze

Os antigos guias de rua de São Paulo

Por Roosevelt Garcia 14 jun 2017, 17h44

Dirigir pelas grandes cidades sempre foi um problema, principalmente para quem está no local pela primeira vez. Ainda mais em São Paulo, que a cada dia surgem novas vias, outras trocam de mão, e algumas até desaparecem. Felizmente hoje temos Waze e Google Maps, que são atualizados em tempo real, facilitando muito a vida de quem se aventura por lugares nunca dantes navegados.

Mapograf

Mas isso é uma coisa relativamente recente. Até há pouquíssimo tempo, o “salvador da pátria” para os motoristas atendia pelo nome de “guia de ruas”, um livro gigantesco com mapas de todas as ruas da cidade e regiões vizinhas. Interpretar corretamente e rapidamente a leitura daqueles mapas era coisa pra poucos, mas felizmente dava-se um jeito, e sempre chegávamos no destino, mesmo que um tanto atrasados.

Mapograf

O primeiro guia de ruas da cidade, e o que ficou mais conhecido com o passar dos anos, foi o Guia Mapograf, publicado desde 1970. Era basicamente uma planta da cidade dividida em páginas que se ligavam, formando um enorme mapa. O índice de ruas indicava página e coordenadas para uma rápida localização. Esse sistema fez um grande sucesso, pois era fácil de usar e de transportar. Outros guias bastante conhecidos eram o Cartoplam e o GUIA QUATRO RODAS, da Editora Abril, ambos editados também em outras cidades do Brasil.

Cartoplam/Quatro Rodas

Com o tempo, novas informações foram sendo incorporadas ao Mapograf. Linhas de metrô e ônibus, pontos de interesse, cidades vizinhas. A cada ano o número de ruas abrangidas é maior, seja por uma área maior descrita nos mapas, ou mesmo pelo surgimento de novas ruas e vias dentro da cidade. Hoje em dia (sim, ele ainda é publicado!), o guia conta com mais de 136 000 ruas, e apesar dos auxiliares eletrônicos que os motoristas têm à disposição, ele ainda tem um número relativamente bom de vendas.

Pelo menos o guia não fica off-line quando mais se precisa dele!

  • Continua após a publicidade
    Publicidade