Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

15 razões que fazem Adam West ser o melhor Batman da história

Adam West se foi... mas nunca haverá um Batman como ele

Por Roosevelt Garcia Atualizado em 11 jun 2017, 15h02 - Publicado em 11 jun 2017, 13h01

1. Ele dançava o “Batusi”
A dança que aparece no primeiríssimo episódio da série foi tão imitada, que até é usada em Pulp Fiction, onde John Travolta e Uma Thurman fazem a performance.

 

2. Ele colocava etiquetas em todos os equipamentos
São tantos gadgets que era preciso identificar todos com etiquetas, até os mais óbvios!

Fox/Warner/Divulgação

 

3. Ele aguentava todos os “santos” do Robin
Robin fala “Santo alguma coisa” 357 vezes na série toda. Só mesmo sendo um santo pra aguentar isso!

 

4. Ele enfrentou 33 vilões especialmente convidados
Todos os vilões eram interpretados por artistas consagrados na época, desde os mais recorrentes, como Coringa (Cesar Romero) ou o Pinguim (Burgess Meredith), até os mais obscuros como o Cabeça de Ovo (Vincent Price) e Minerva (Zsa Zsa Gabor). Foram ao todo 33 vilões nos 120 episódios da série. Alguns vilões foram interpretados por diferentes atores em diferentes episódios.

Fox/Warner/Divulgação

 

5. Ele dava lições de moral
“Tome leite todos os dias” ou “Não atire coisas pela janela”, ele sempre tinha um bom conselho pra dar ao jovem Robin, e consequentemente a todas as crianças da época.

Fox/Warner/Divulgação

 

6. Ele tinha o Batmóvel mais legal de todos os tempos
Construído sobre o chassis de um Lincoln Futura, o carro era tão pesado que não conseguia correr. Eles tinham que acelerar o vídeo para parecer que o Batmóvel estava em alta velocidade.

 

7. Ele escapava das armadilhas mais mirabolantes
Pra que simplesmente acabar com o Batman, se era muito mais legal deixá-lo preso numa parafernália mecânica que culminaria com o fim dele? Isso sempre acontecia no final de um episódio, pra que ele pudesse escapar no episódio seguinte.

Fox/Warner/Divulgação

 

8. Ele tinha a trilha sonora mais legal!
A música tema da série, de autoria de Neil Hefti, já foi gravada trocentas vezes por bandas tão diferentes quanto The Who e R.E.M.

 

9. Ele tinha o spray repelente de tubarão
Não saia de casa sem ele!

Continua após a publicidade

10. Ele tinha um bat-calção para surfar!
Surfar fica muito mais legal com o calção apropriado, mesmo que ele não tire a máscara e nem a capa pra isso!

 

11. Ele não precisava de elevador
Subir pelo lado de fora da prédio te dá a chance de encontrar alguém famoso na janela. Foram quinze personalidades que apareceram na janela pra falar com Batman e Robin enquanto eles subiam pela bat-corda, entre eles Jerry Lewis e Sammy Davis Jr.

Fox/Warner/Divulgação

 

12. Ele gravou um disco vestido de Batman

 

13. Onomatopéias aos montes
As lutas ficam muito mais legais com os “bonk”, “crash” e “zap”. São 82 onomatopéias diferentes, sendo que a mais repetida é “kapow”, com cinquenta exibições na série toda.

Fox/Warner/Divulgação

 

 

14. A Mulher-Gato….ah, a Mulher-Gato
Julie Newmar povoou a imaginação das crianças dos anos 60, dos anos 70…80…90…

 

15. Cores, muitas cores
Batman foi uma das primeiras séries coloridas da TV americana, e eles abusavam dos tons berrantes pra tornar a série mais vendável. Algumas vezes até exageravam, como um episódio em que o capuz do Batman é contaminado por uma substância que o deixa cor de rosa!

Fox/Warner/Divulgação

 

Conheça a história completa e curiosidades da série de TV Batman neste programa:

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade