Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Paulistana faz intervenção colorida em sacada de prédio em Santa Cecília

A artista Taly Cohen, de 41 anos, é autora da criação, que nasceu durante a quarentena. Saiba mais

Por Tatiane de Assis Atualizado em 16 abr 2020, 22h05 - Publicado em 16 abr 2020, 19h20

“De repente, me senti enclausurada e queria arrancar a rede da sacada. Não podia, porque tenho duas filhas pequenas, então, busquei outra solução”, conta a artista paulistana Taly Cohen, de 41 anos, que encontrou um caminho criativo para o problema: decorar a tela com fitas de cetim coloridas, como em um bordado em ponto-cruz gigante.

Taly Cohen
Taly Cohen: artista e seu bordado Divulgação/Divulgação
Taly Cohen
Detalhe do bordado de Taly Cohen Divulgação/Divulgação

O processo de produção durou cerca de sete horas. “Comecei de manhã e terminei depois do almoço, os vizinhos ficaram olhando e elogiaram. Queria fazer em todo o prédio, porque me deu uma carga de energia. Mudou por fora e por dentro a minha casa”, afirma a artista, que deixou uma das laterais da rede sem o bordado. “É um espacinho para gente tomar sol”, explica.

Taly Cohen conta ainda que suas amigas têm buscado soluções parecidas para tornar o período da quarentena menos árido. “Elas fazem vários desenhos nas telas. Uma fez um coração”, diz.

Taly Cohen
Sombra geométrica do ponto cruz gigante Divulgação/Divulgação

 

Taly Cohen
A trama colorida, de Taly Cohen: respiro criativo Divulgação/Divulgação

Artistas para conhecer durante a quarentena

Olhar com mais afinco para a produção artística pode tornar o isolamento social, durante a pandemia de Covid-19, menos penoso. VEJA SÃO PAULO listou alguns artistas no blogue Arte Ao Redor, que valem a pena serem acompanhados. São nomes, como: Eduardo Ver, Igi Ayedun Lola, Robinho Santana, Bruno Novelli e Pegge.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade