Clique e assine por apenas 6,90/mês

Rio Grande

Tipos de Gêneros dramáticos: Monólogo dramático
VejaSP:

Resenha por Dirceu Alves Jr.

O ator paulistano Ricardo Gelli, de 41 anos, colecionou personagens marcantes nas recentes temporadas. Seu nome foi destaque nas peças Genet — O Poeta Ladrão, Visitando o Sr. Green, Troilo e Créssida e A Noite de 16 de Janeiro, além do filme Dez Segundos para Vencer, em que viveu o tio do boxeador Éder Jofre. É natural que o artista busque trabalhos complexos nessa curva ascendente de sua carreira. O monólogo Rio Grande, escrito e dirigido por Sergio Mello, traz esse papel, que exige do protagonista uma disponibilidade maior diante do texto e, principalmente, uma empatia com a plateia que permita eliminar julgamentos. Gelli interpreta um metroviário que recorre ao computador em suas folgas. Nas conversas on-line, o sujeito procura parceiros, sempre homens, para apimentar a relação com sua mulher. Depois de um dos encontros, ele acaba levado a uma delegacia para prestar contas. O texto abre diversas possibilidades de leitura. Em comum, todas giram em torno da fragilidade da identidade masculina. Gelli se apresenta diante do público como em um depoimento, seja para o delegado, seja para a webcam, e, na estratégia de convencimento, ator e personagem se confundem em uma investida da direção capaz de dividir a plateia e provocativa aos conservadores (55min). 14 anos. Estreou em 26/1/2019. Até 17 de março.

    info
  • Direção: Sergio Mello
  • Duração: 55 minutos
  • Recomendação: 14 anos
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.