Pagu/Oswald/Segall

Resenha por Jonas Lopes

Oswald
de Andrade (1890-1954) é o principal homenageado
da mostra, que reúne sessenta trabalhos,
entre pinturas, desenhos (realizados por Portinari
e Di Cavalcanti), fotografias, manuscritos e
documentos preciosos, como os exemplares do
jornal O Homem do Povo, publicado em 1931.
Ex-mulher do autor de Memórias Sentimentais
de João Miramar, Patrícia Galvão, a Pagu (1910-
1962), também tem alguns de seus papéis pessoais
exibidos. Por fim, Lasar Segall (1891-1957)
ganha menção pela amizade com o casal
e outros modernistas — há um retrato
de Tarsila feito por ele e outro seu
pintado por ela. Até domingo (31).

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.