Ocupação Laerte

Resenha por Laura Ming

Mais de 2 000 histórias em quadrinhos e desenhos, 300 deles originais, produzidos desde a década de 70, podem ser vistos na Ocupação Laerte. Dispostas em um grande labirinto, as obras têm o objetivo de fazer com que o visitante se perca no mundo das histórias de Piratas do Tietê, Minotauro e Homem-Catraca, entre muitas outras. Mas a ausência de uma organização cronológica e de textos mais precisos impossibilita perceber como o cartunista (ou a cartunista, como tem preferido Laerte desde que virou adepto do cross-dressing), de 63 anos, evoluiu seu estilo e buscou novos temas. O personagem, tão fascinante, merecia ser mais bem explorado. Em uma única tira, por exemplo, são abordadas a opção de usar roupas femininas e a morte do filho Vinicius, aos 22 anos, ocorrida em 2005. Ainda assim, há diversos itens interessantes, a exemplo de anotações de cor para a gráfica, painéis de luz que mostram como o artista trabalha os diferentes tons e peças produzidas em sua infância. De 20/9/2014. Até 2/11/2014.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.