Clique e assine por apenas 6,90/mês

Balada dos Enclausurados

Tipos de Gêneros dramáticos: Monólogo dramático
VejaSP:

Resenha por Dirceu Alves Jr.

Autores, diretores e protagonistas, Erica Montanheiro e Eric Lenate provam maturidade como criadores dos dois solos do projeto Balada dos Enclausurados.

Inventário. Atriz associada às comédias, a paulistana Erica Montanheiro, de 41 anos, teve destaque em Histeria e A Noite de 16 de Janeiro, peças comandadas por Jô Soares. Como autora e protagonista deste monólogo, dirigido por Eric Lenate, ela busca inspiração nas três décadas que a artista plástica francesa Camille Claudel (1864-1943) passou internada em uma instituição psiquiátrica. Em seus momentos derradeiros, a personagem transita entre memórias e delírios para acertar as contas com pessoas que tentaram relegá-la à sombra, como o irmão, o escritor Paul Claudel, e o amante, o escultor Auguste Rodin. Em desafiadora caracterização, a intérprete começa envelhecida e rejuvenesce gradativamente, como numa metáfora de Camille se livrando dos fantasmas para morrer em paz. Erica dá um salto em sua carreira e se conecta a um discurso contra a opressão sem deixar de recorrer ao humor para aliviar tamanha densidade (70min). 14 anos. Estreou em 2/8/2019.

Testemunho Líquido. Eric Lenate, de 37 anos, é responsável pela encenação de espetáculos marcantes. Entre eles estão Love, Love, Love e Refluxo. Também não passa despercebido nas incursões como ator. Sob a direção de Erica Montanheiro, protagoniza de forma sublime o monólogo, de sua autoria, que remete ao bailarino russo Vaslav Nijinsky (1890-1950). Paciente de uma clínica psiquiátrica, o personagem tem a vaga memória de um tempo em que ainda dançava. Vigiado por enfermeiros, ele discorre sobre os motivos que o privaram da liberdade e questiona as punições impostas a quem se desvia do pensamento comum. Em sua dramaturgia, Lenate alcança uma reflexão política e social de paralelo com a atualidade que, ancorada na técnica e na sensibilidade de intérprete, atinge a poesia. A cena final, em que o personagem se livra das amarras, tem potencial para ficar gravada na mente do público e consagra o ator como um raro e completo artista (85min). 14 anos. Estreou em 2/8/2019.

    info
  • Direção: Eric Lenate e Erica Montanheiro
  • Duração: 180 minutos
  • Recomendação: 14 anos
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.