Música

Turnê de João Gilberto é cancelada

Após cantor adiar apresentações por problemas de saúde, produtora anuncia que shows não vão mais ocorrer

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

João Gilberto
Turnê cancelada: adiamentos fazem com que produtora dê fim às comemorações dos 80 anos de João Gilberto (Foto: Divulgação)

Em comunicado à imprensa, a Maurício Pessoa Produções, responsável pela turnê de comemoração dos 80 anos de João Gilberto, anunciou que os shows foram cancelados. Segundo a declaração, a atitude foi tomada para “evitar ainda mais desgastes ao público e demais envolvidos, como as casas de shows, equipes de produção”.

+ Confira os melhores shows que acontecem na cidade

+ João Gilberto retorna aos palcos para comemorar 80 anos

+ Sete estilos musicais em sete noites

Na última terça (13), a produtora Cláudia Faissol, mãe do filho caçula do músico, anunciou que a apresentação marcada para domingo (18) no Via Funchal e as demais que aconteceriam neste ano seriam postergadas para o primeiro semestre de 2012. De acordo com ela, a causa seria a saúde do cantor, que o impede de viajar.

Os produtores do show se disseram surpreendidos pelas informações, que foram divulgadas na imprensa antes mesmo de eles serem comunicados pelo cantor e seus representantes. Assim, foi decidido que novas informações sobre a turnê serão divulgadas apenas após a completa recuperação do artista e a reprogramação integral dos shows.

A turnê "80 Anos. Uma Vida Bossa Nova" começaria em 28 de outubro, em Salvador, mas o médico Jorge Jamile pediu que ela fosse adiada para que pudesse cuidar de uma gripe que acometia João Gilberto. A princípio, o show em São Paulo estava marcado para 5 de novembro, mas também foi cancelado com as apresentações no Rio de Janeiro, em Brasília e Porto Alegre.

Os valores dos ingressos variavam de R$ 500 a R$ 1.400, sendo que na capital paulista os mais caros custavam R$ 1.000. Os produtores afirmam que todas as pessoas que compraram ingressos serão devidamente ressarcidas pelos teatros e locais de compras.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO