Luxo

Turismo com curadoria

Que tal um expert em artes para acompanhá-lo numa bienal internacional ou um xamã só seu para uma sessão de meditação nos Andes?

Por: Ronaldo Albanese

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Ter à disposição um legítimo xamã para momentos de meditação no alto da Cordilheira dos Andes ou ser um dos convidados de um jantar sob tendas, no Deserto do Saara, preparado por um chef três-estrelas do Guia Michelin. Não é para qualquer um. Nem muito fácil de conseguir. Mas há quem se encarregue de tudo e não decepcione. As agências e os serviços especializados em turismo com curadoria são desafiados a superar as expectativas de uma clientela fiel com programações pouco usuais no mercado. Desde apresentações únicas de música erudita nos palcos mais importantes do circuito Varsóvia, Moscou e São Petersburgo até visitas com experts a bienais internacionais. São algumas das atrações tentadoras elaboradas para satisfazer viajantes. Os preços refletem o tamanho da exclusividade. Exemplo: 50.000 dólares por sete dias em um iate de quatro suítes ancorado no Mar Egeu, com tripulação e serviço de alta qualidade.

+ Confira na galeria mais imagens de viagens exclusivas

+ Manhattan a céu aberto

Na verdade, não há limite para os cifrões. “Depende do tamanho do desejo, da necessidade ou da capacidade de sonhar de quem nos procura”, diz Christina Bicalho, CEO da B360 Travel, uma ramificação da Student Travel Bureau aberta em 2006. “Nossa função não é apenas a de organizar viagens de primeira classe, com hospedagem cinco-estrelas, mas sim a de criar itinerários sob medida e proporcionar vivências inesquecíveis”, completa. Adepta de conceito parecido, a Teresa Perez Tours é pioneira em roteiros personalizados. “Quando começamos, o que havia eram apenas pacotes prontos, idealizados sem tanta preocupação com as necessidades e as expectativas das pessoas”, diz Tomás Perez, um dos donos.

A agência organizou recentemente a viagem de cinco pessoas à Tanzânia, todas amantes de fotos de natureza. Sob a orientação de Araquém Alcântara, um dos maiores fotógrafos do gênero do mundo, eles foram registrar um safári. “No meu primeiro contato com o grupo, eu estava captando imagens de um leopardo. Foi um momento único para todos”, conta Araquém. “Após as fotos, brindamos com champanhe e assistimos ao pôr do sol.” Para o réveillon, a agência programou uma grande festa na Índia, no Hotel Armarvilas, em Agra, com vista para o Taj Mahal — a partir 12.000 dólares por pessoa, sem passagem aérea.

Além de embarcar em roteiros incomuns, o viajante fica nos melhores e mais charmosos hotéis dos destinos escolhidos. Entre outros mimos, tem também garantidos transfers executivos e reservas em restaurantes estrelados. No mínimo isso. “É tratamento especial no sentido exato da palavra”, afirma o engenheiro Joaquim Alcântara Machado. Amante de boa música, ele viajou em junho com dez pessoas para uma turnê na terra dos czares, com direito a assistir à concorrida final do concurso Tchaikovsky de música, em Moscou. Toda a parte de conteúdo, a compra de ingressos e o transporte em terra ficaram por conta de Gloria Guerra.

+ Guia do antiquário: dez endereços para comprar raridades em São Paulo

Dois anos atrás, a empresária de músicos eruditos resolveu ampliar seu raio de ação e começou a organizar idas às mais notáveis apresentações desse gênero musical pelo mundo. Influente como poucos, ela consegue o que parece impossível para qualquer mortal desavisado: ingressos em lugares disputados. “Tivemos uma visão privilegiada dos concertos. Foi maravilhoso”, conta Machado. O trunfo de Gloria é conhecer gente do meio, por isso ela tem as informações e garante cotas de ingresso com certa facilidade. Detalhe: Gloria não é agente de turismo, portanto seus pacotes não incluem passagem aérea. Cada viajante compra a sua.

Ela se encarrega de reservar hotel, em geral estreladíssimo, com atendimento especial para o grupo. Antes dos concertos, traz um palestrante (músico ou maestro) para falar sobre a história do teatro, o compositor e a peça a ser apreciada. Ainda neste ano realiza duas viagens: no feriado de 15 de novembro, seis dias em Roma, no Raphaël, um hotel Relais&Châteaux. Na pauta, além de apresentações do russo Valery Gergiev, um dos mais renomados maestros do mundo, um concerto com o violoncelista pernambucano Antonio Meneses e a pianista portuguesa Maria João Pires na embaixada do Brasil, no Palacio Doria Pamphilj, na Piaza Navona. Em Berlim, serão sete dias (de 27 de dezembro a 2 de janeiro) com hospedagem no emblemático Adlon Kempinski. Na programação, entre outras coisas, a filarmônica da cidade regida pelo maestro Simon Rattle.

Art Basel de Miami - 2244a
Visita à Art Basel de Miami, uma das mais prestigiadas mostras de arte do planeta: programação da Explore Travel para dezembro (Foto: Anthony Djuren (Getty Images))

Serviços similares também estão na programação de instituições culturais como a Casa do Saber. “A ideia é levar nossos cursos para os lugares ligados a cada assunto”, explica Juliana Zola, uma das gerentes. A Casa do Saber faz a curadoria do tema, convida o especialista, organiza grupos de no mínimo oito e no máximo quinze pessoas e coloca o pé na estrada rumo aos mais variados destinos: dos Estados Unidos, em um roteiro de jazz com o músico Daniel Daibem, ao Oriente Médio, com o filósofo Luiz Felipe Pondé, para estudar religiões.

 + Feira para novos colecionadores reúne obras de até 15.000 reais

Nomes como a professora de arte contemporânea Denise Gadelha e o especialista em história da arte Hélio Ferreira, entre outros com a mesma qualidade, costumam ser chamados para as aulas itinerantes. A Casa do Saber trabalha em parceria com a Latitudes, uma das poucas agências do chamado “turismo de conhecimento” do país. “Nós tornamos real a ideia”, afirma Alexandre Cymbalista, um dos sócios. Responsáveis por toda a logística, ele e sua equipe, além de reservar os melhores hotéis, contratam traslados executivos, compram passagens e ingressos e agendam tudo.

“Temos ainda um serviço extra: uma espécie de concierge do nosso staff que sempre acompanha os grupos. Como um escudeiro, ele vai na frente, resolvendo problemas”, diz Cymbalista. A Latitudes acaba de voltar de um tour por Viena, Praga e Berlim cujo tema era literatura, com foco no escritor checo Franz Kafka (1883-1924). Outra de suas viagens recentes foi uma visita orientada às bienais de Veneza e Istambul com uma das curadoras da Pinacoteca do Estado de São Paulo, Regina Teixeira de Barros. A Pinacoteca, inclusive, também é parceira da agência, assim como o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM). Ambas promovem essa modalidade de turismo para seus associados. Basta se cadastrar. Os preços aqui variam de 5.000 a 10.000 dólares por pessoa por uma semana. Só não incluem alimentação, com exceção de um jantar de boas-vindas e outro de despedida.

Outra agência atuante no mercado é a Explore Travel, de Philippe Takla e Rodolfo Trussardi. Desde 2008, eles organizam cursos livres dentro do Projeto Cultura da Fundação Ema Gordon Klabin e, há menos de um ano, passaram a oferecer viagens do gênero. Em dezembro, a Explore leva um pequeno grupo para a Art Basel de Miami. Neste mês, promove um fim de semana de arte contemporânea no Museu de Inhotim, com a supervisão de Denise Gadelha. “Nós garantimos informações sobre o destino, aulas preparatórias sobre o que vai ser abordado, especialistas excelentes, além de acesso a locais exclusivos, como as coleções privadas”, afirma Philippe.

Quem organiza

B360 TRAVEL – Telefone: 3038-1582, www.b360travel.com.br

CASA DO SABER – Telefone: 3707-8900, www.casadosaber.com.br

EXPLORE TRAVEL - Telefone: 3078-5009, www.exploretravel.com.br

FUNDAÇÃO EMA GORDON KLABIN – Telefone: 3062-5245, www.emaklabin.org.br

GLORIA GUERRA – Telefone: 3021-0752, gloria.ensemble@uol.com.br

LATITUDES VIAGENS DE CONHECIMENTO – Telefone: 3045-7740, www.latitudes.com.br

TERESA PEREZ TOURS – Telefone: 3799-4000, www.teresaperez.com.br

PINACOTECA DO ESTADO – Telefone: 3324-1000,www.pinacoteca.org.br

MUSEU DE ARTE MODERNA – Telefone: 5085-1300, nucleo@mam.org.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO