Criminalidade

Assaltante que trocou tiros com a PM na Marginal Pinheiros é detido

Após deixar o Hospital das Clínicas, ele foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP); perseguição interditou a pista sentido Interlagos

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

O homem que ficou ferido durante troca de tiros com a Polícia Militar na Marginal Pinheiros foi liberado pelo Hospital das Clínicas às 18h30 de quarta-feira (21) e já está preso. O caso foi registrado no 51º DP e depois encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

+ MTST quer reunir 15 000 pessoas no Largo da Batata

Alex Sandro de Jesus Venâncio, de 26 anos, sofreu ferimentos leves. Já Marcelo Sabino dos Santos, também de 26 anos, morreu no local. Os dois protagonizaram no início da tarde de ontem uma perseguição que teve início na Marginal Tietê com o roubo de um carro e terminou na Marginal Pinheiros, perto da Ponte Eusébio Matoso, com a interdição completa da pista sentido Interlagos e a morte de um dos suspeitos.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Tudo começou por volta de 12h50 quando Venâncio e Santos renderam o empresário Maurício Menezes, de 46 anos, em um posto de combustível na Ponte das Bandeiras, na Marginal Tietê. Os ladrões pediram para ele descer do carro e fugiram com o veículo. Em vídeo, Menezes explica como tudo aconteceu

O empresário conseguiu parar uma viatura da Polícia Militar, que começou a perseguição. Já na Marginal Pinheiros, os assaltantes bateram o carro em uma mureta e rodaram na pista. Logo após, começou a troca de tiros com os policiais. “Só pensei em salvar o meu carro e na morte dos dois bandidos”, disse o empresário. Após cinco horas de paralisação, a via foi liberada para os motoristas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO